Na Companhia da Solidão

Você me prometeu que era amor,
mas só me deixou na dor
de sua partida desavisada,
injustificada,
deplorável e
que me deixou num estado miserável.

Se eu soubesse que iria doer deste jeito;
que eu iria encher de lágrimas à noite meu leito;
eu nem teria olhado para você,
e nem teria ficado por causa de seu sorriso à sua mercê.

Agora eu vejo que tive que retornar
para aquela que nunca quis me abandonar.
Estou de novo na companhia da solidão,
porém, sem mais aquela pela vida lassidão.

Hoje eu sei que sou bem mais forte
e que foi por ficar só que encontrei minha sorte,
pois o silêncio é o melhor professor
para entender que nunca ama aquele que é opressor.

Deixe uma resposta