Aquele Tempero

Todo dia eu vinha para esse restaurante
por ser mais perto de meu trabalho.
Mas nunca pensei que cada corante
fosse dar sabor tão especial à minha vida ardida como alho.

Eu andava em dias azedos como limão,
e estar naquele lugar era também meu momento de descanso.
Até que um novo cozinheiro apareceu para mexer com meu coração,
e tudo começou no dia do molho de laranja em assado ganso.

Sabor maravilhoso que me enlevou,
o que era para ser só almoço, tornou-se meu porto seguro.
Aquele seu tempero tanto me transformou
que eu sabia que te conhecer era meu passo futuro.

Logo me candidatei para a vaga de garçonete.
Não gostava mesmo da clínica odontológica em que eu estava.
Eu só queria poder te ajudar no preparo até de sorvete;
poder logo ser como a massa em suas mãos que você amassava.

Foi assim que finalmente pudemos nossa relação blindar,
justamente no restaurante que foi palco de nosso encontro,
em uma noite acariciada por um magnífico jantar,
selando tudo com seu beijo forte e exótico como coentro.

Por Gigi Pormei

Deixe uma resposta