Na Pista da Paixão

Eu nunca gostei de seguir regra,
mas não porque era uma rebelde sem causa.
Simplesmente gostava de ser a ovelha negra,
pois assim tinha adrenalina na minha vida sem pausa.

Por isso me tornei motoqueira,
para viver minha felicidade livre pelas estrada.
E após trabalhar em minha oficina como mecânica, caia na zoeira
com meus amigos por toda a madrugada.

E foi numa dessas loucas noitadas,
que você deixou meu coração sem freio.
Suas cantadas em mim ficaram feito graxa marcadas,
e eu sabia que eu o queria mais do que a um tanque cheio.

Nossos grupos se encontraram no mesmo bar,
e entre uma e outra bebida,
algo a mais entre a gente começou a rolar,
e fui por forte paixão recebida.

Com você eu aprendi que nunca fui realmente errada:
as outras pessoas é que gostam de ser enxeridas.
Porém, parei de ficar com os intrometidos emburrada,
pois era melhor ser surda para fofocas e focar em nossas experiências vividas.

A verdade é que poucos têm coragem de ter personalidade forte
e quando vêem alguém diferente, querem atacar.
Mas a vida me preparou a grande sorte
de te conhecer para juntos vivermos sem com a maldade alheia nos importar.

Deixe uma resposta