Faça Valer a Pena

Eu já tinha conquistado tudo o que uma pessoa pode querer.
Mesmo assim ainda havia um vazio a me entristecer,
uma sombra acompanhando meus passos constantemente,
e algo que ia tirando o sabor de tudo paulatinamente.

Minha grife de roupas ia bem,
e apesar de meus exames não deixar dúvida a ninguém,
para mim ainda havia algo de errado
que tirava meu sono e me deixava de aspecto desconsolado.

Tanto que minha amiga e assistente notou,
e acabei me abrindo e ela uma viagem logo marcou,
dizendo que o que eu precisava era de férias,
mas eu duvidava que isso fosse resolver minhas questões sérias.

Questões estas que eu nunca tinha com outras pessoas as dividido
e que se tratavam de um pacto com meu pai estabelecido,
logo no dia do enterro dele no qual eu prometi
que faria a fábrica dele crescer muito na cidade onde sempre vivi.

Assim ao longo dos anos nos espalhamos por todo o país ,
e desde então eu não tirei férias e estava por um triz.
Cansada, mesmo querendo muito ainda trabalhar,
algo em mim clamava por descansar.

Porém, logo que eu cheguei em terras tão diferentes,
você logo me chamou a atenção no hotel, com atendimentos excelentes
e sempre como um guia, me falando de história e de novidades,
e uma paixão nasceu, nos levando a desconhecidas extremidades.

Um mês que me virou do avesso
e que me fez encontrar meu lado mais travesso:
o mesmo que eu havia enterrado
com meu pai e meu passado de relacionamento fracassado.

Por isso eu havia me entupido de trabalho,
e tratava cada pretendente como uma vampira trata cruz e alho.
Ironicamente, foi na Romênia e debaixo de inverno rigoroso
que te achei para quebrar meus grilhões de modo vigoroso.

Voltar para o Brasil virou um sacrifício,
mas já era hora de inovar e hibridizei meu ofício.
Comprei uma casa ao lado do seu hotel,
e administrava de longe, mas mais perto de meu coração, não mais ao léu.

E agora sim meu guarda-roupa está mais completo,
e aquele meu espaço vazio de antes, com você está repleto.
É… não adianta nada só as coisas externas comandar,
se por dentro eu tinha tantas outras minha atenção a demandar.

Por Gigi Pormei

Deixe uma resposta