Camaleão

Quando aprende a se camuflar o camaleão
ele se torna tão poderoso
quanto quando aprende a rugir o leão.

Admirável é o camaleão,
que por sobrevivência,
consegue se adaptar diante de qualquer pressão,
e supera qualquer adversidade com resiliência.

Porém, é quando geralmente temos tudo por certo,
que planejamos cada detalhe, cada aspecto,
que a vida nos derruba e nos põe em aperto,
levando todos os planos, todo prospecto.

Mas ela não faz isso para apenas nos ver na lama.
Isso ocorre para que aceitemos a mudança,
porque se hoje você está no chão, amanhã você pode ter fama.
Então vale a pena flexibilizar e entrar na dança.

Pois quando mais enfrentamos a incerteza,
e quanto mais suportamos o tranco,
é que mais construímos nossa interna fortaleza
e mais que voaremos sobre o próximo barranco.

Por Gigi Pormei

O Que o Camaleão Tem a nos Ensinar?

Confesso que nunca fui muito fã de mudanças, que também sempre amei ter tudo muito bem planejado, “sob meu controle”.

Só que quanto mais os anos foram passando, mais que pude perceber que eu nunca tive o controle real sobre nada e que a vida acabou me levando para lugares que eu a princípio me revoltei, me indignei, mas tudo isso me motivou a entender e buscar meios de lidar com cada situação e hoje, se posso dizer que algo melhorou, é que ganhei muito mais compreensão sobre que passos eu estive dando e que foi minha falta de conhecimento que fez meus pés me traírem.

Então, quando algo muda e sai de forma contrária ao que eu esperava, agora eu paro e tiro um tempo para observar o que que essa mudança está me ensinando e qual habilidade ela está tentando puxar de mim para conseguir conviver com ela ou até mesmo tirar algum benefício, sem sofrer como antigamente.

(Talvez eu esteja apenas aprendendo a deixar de ser tão mimada e a trabalhar melhor com a Vida rs.)

E você aceita fácil as mudanças ou também se revolta?

Hoje é esta a Poesia, curta e compartilhe com seu amigo que está passando por uma mudança grande na vida e está em busca de soluções!

2 comentários

Deixe uma resposta