Corra!

Corra o mais rápido possível,
o quanto você puder suportar,
e mesmo que o desejo de parar seja irresistível,
use suas péssimas memórias como combustível para continuar.

Quando nascemos, entramos em uma maratona,
e muitos vão acabar caindo antes da linha da chegada.
Quanto mais corremos, mais obstáculos vem à tona,
tentando nos derrubar e deixar nossa cara enlameada.

E outros vão tentar te dar rasteiras,
ou mesmo desamarrar seus cadarços
quando não estiver por perto, rindo de você de forma traiçoeira,
mesmo assim, só você pode manter seus avanços.

Por Gigi Pormei

Deixe uma resposta