76. Tortura Científica

Luniel foi atada no lombo dracônico como uma mercadoria,
enquanto lunares eram levados sem crimes de sua autoria.
Para defendê-la, o tecido enrolou-se tal uma camisa de força,
ficando múmia que se pena por mais que às faixas puxa e torça
para desatar, contudo, foi bom contra os geneticistas irascíveis
que não a abriram e resolveram a levar à Sala de Imperecíveis,
– nome irônico – e a jogaram em cabine com canos em caracol
com líquidos para sua boca, avermelhando-a tal um cachecol,
e na circulação sanguínea faziam o sangue imprestável
até ficar denso e vender no mercado solar – tão detestável.
Além disso, esperavam também ação contra as fitas grudentas.
Aplicaram a poção e foram trabalhar, aguardando horas lentas.

(Comente e compartilhe meu eBook “Sol e Lua: A Profecia dos Corações Carbonizados” e ajude a divulgar mais a poesia nacional! Ficou na curiosidade? Então continue no Link: https://gigipormei.com/category/meus-livros/sol-e-lua-a-profecia-dos-coracoes-carbonizados/)

Deixe uma resposta