82. Sentindo as Dores de Todos

Assim, teve o saber do alto escalão e amava expor intimidades
para serem prejudicados por criança sabendo preciosidades.
Porém, ela só atentou ao som de bisturis nos lunares em coma.
Aquilo penetrava em sua mente como injeções de carcinoma
para acelerar os estudos de radiação com peles enrijecidas,
após banhos químicos e muitas eram as cobaias já falecidas.
Ainda teve taquicardia com um militar vindo por uma curva
e foi inevitável se trombarem, sem desviar para outra via turva.
O ser verde podre viu que era a invasora e lhe apontou pistola,
mas fora ágil, enrolando-o e o ergueu, mesmo gordo feito bola,
que errou um tiro, indo na fechadura da Sala Radioativa,
destrancando-a, e o ar se encheu de nuvem virulenta e ativa.

(Comente e compartilhe meu eBook “Sol e Lua: A Profecia dos Corações Carbonizados” e ajude a divulgar mais a poesia nacional! Ficou na curiosidade? Então continue no Link: https://gigipormei.com/category/meus-livros/sol-e-lua-a-profecia-dos-coracoes-carbonizados/)

Deixe uma resposta