Tempestade de Emoções

Ainda cai a tempestade de emoções.
Há dias chove em meu coração.
Minha alma já está inundada em aflições.
Onde está uma boia que me dê alguma proteção?

Se agora me leva essa ansiosa correnteza,
a culpa foi minha que não me importei antes com o negro céu.
As nuvens foram se acumulando, não segurei o guarda-chuva com firmeza.
O tormento da chuva é baixo para o de meus pensamentos escarcéu.

Quando o sol vai voltar,
eu não tenho como saber.
Mas não vou só esperar.
Pelo menos essa goteira vou deter.

Por Gigi Pormei

Deixe uma resposta