GPS Falhou

Se não sei quem eu sou,
também nem sei qual é meu destino.
É como me guiar por um GPS que já falhou.
É ser de si mesmo imigrante ilegal; viajar sem rumo e clandestino.

O único endereço que conheço é o desconhecido.
Buscando por mim em cada placa, em cada rodovia.
Mas sou uma descoordenada coordenada, meu senso está desaparecido.
Minha geolocalização não funciona mais, nem sei para onde me movia.

Cadê o traço da minha linha do Equador?
Será que se eu montar nesse Capricórnio, chego a algum lugar?
Ligo minha lanterna e aponto para minha dor.
Sei que meu mapa vou descobrir se eu mais me explorar.

Por Gigi Pormei

Deixe uma resposta